segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Seis de Espadas - Tarot


Esses dias perguntei ao tarot, porque você morreu ainda com tanto para viver.
Essa era a minha visão: "com tanto para viver".
Veio toda a história e encerrou-se com um Seis de Espadas: você decidiu ir para um outro lugar, longe do sofrimento e também para procurar entender suas escolhas e os rumos que tomaram sua vida.
Tarot é tarot.
Nem mais, nem menos.
Thanks Universo!

Foto: Seis de Espadas, by Shadowscapes Tarot.
Extraída do site: http://littleredtarot.com

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017


Eu sinto sua falta.
Falta de você entrar no quarto catando a música do George Michael e batendo a mão na perna e fazendo o ritmo da música.
Sinto falta de rodopiar, dançar ao seu redor (enquanto você cantava) e acho que foi pouco o tempo nosso como pai e filha.
Nós fomos uma troca de cartas que perderam seus destinos de entrega.

Foto: Robert Downey Jr., The Judge by Warner Bros.
Extraída do site: http://cdn.collider.com

Essa versão é única:

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

A maioria das pessoas que morrem, despedem-se como nesse vídeo.
A morte não é o bem, nem o mal, o certo, errado, não está acima de nada, nem além.
É muito estranho encontrar o lugar de alguém dentro de si e saber que a carta se perdeu.
Ah, Lacan.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

"Cuide-se como se você fosse de ouro. Ponha-se você mesma de vez em quando numa redoma e poupe-se". 
(Clarice Lispector)

E, deixe o vento, as pessoas, as amizades, as dores, passarem.
Veja tudo isso sem afetar-lhe e cuide de si, com o sentimento de amor próprio que por vezes só se aprende, sentando e contando sua vida a alguém que lhe ouve em silêncio e que o interrompe com bons conselhos.
Amor próprio é simplesmente interagir com o mundo, com sua família, amigos e as dores e alegrias do mundo quando você souber fazer isso com consciência e respeito.
Embora seja um eterno aprendizado, com equilíbrio se consegue.
Amor próprio é o aconchego equilibrado.